24 fevereiro 2007

Brasil sem carnaval

Tem gente que gosta.
Tem gente que acha que é cultura.
Tem gente que acha que é lazer.
Tem gente que chega a dizer que é um direito do povo.
Eu acho que o Brasil passaria melhor sem o Carnaval.

O Carnaval é o símbolo e o bastião da imoralidade e do atraso.
O Carnaval é o resumo e o retrato de um país despreparado e despreocupado com seu futuro.
O Carnaval é a institucionalização da falta-de-vergonha, do jeitinho-brasileiro, e da mulher-objeto, que são as formas como nosso país é visto, até por nossos vizinhos (mais pobres).
Não consigo enxergar um benefício real que o Carnaval tenha trazido para o país, e mesmo aqueles citados costumeiramente, são facilmente esvaziados.

Carnaval é cultura?
Teatro, Cinema, Música e Literatura também são, e principalemente a última, traria frutos muito mais palpáveis e vantajosos para o país, além de não pararem o país por uma semana.

Carnaval é lazer?
Realmente acredito que existam diversões mais sadias do que se embebedar e pular no meio de um monte de gente. Para os que vão dizer que não é bem assim, recomendo dar uma "geral" nas fotos publicadas nas matérias sobre Carnaval (principalmente na Internet, onde não há muito controle).

Carnaval é um direito do povo?
Pode até ter se tornado, mas se eu pudesse escolher, colocaria educação, moradia, transporte e saúde muito à frente do Carnaval. Alguém discorda?

Se não enxergo vantagens no Carnaval, não posso dizer o mesmo sobre as desvantagens, que são muitas, mas vou ficar só com uma por hoje.
O ano (no Brasil) só começa depois do Carnaval.
Enquanto o mundo segue, o Brasil espera. Espera o Carnaval passar.
Tomando como base 2007, o ano vai "começar" em 25 de fevereiro, 66 dias depois do restante do mundo civilizado, o que indica que perdemos 18% do ano, esperando o ano começar.
Se contarmos que 2006 acabou dia 22 de dezembro (a última sexta-feira antes do Natal), chegamos a 75 dias, que arredonda nossa conta para 20%.

O Brasil perde 1 ano a cada 5, só "esperando" o Carnaval.
É muita coisa pra um país que não conseguiu sair das fraldas em 500 anos.
É muita coisa pra um país onde falta água, falta luz, falta transporte coletivo, falta merenda nas escolas, leito nos hospitais...

4 comentários:

Anônimo disse...

Prezado Maximo,

o seu comentario simplismente é o

MAXIMO!!

Parabens!!!

Petrus Portilho disse...

É... já falei isso no Blog do Flavio, mas não custa repetir, o que o povo quer e o governo dá é pão e circo, assim mantem a grande massa dominada, precido terminar de ler O Principe de Maquiavel, ali deve existir um explicação perfeita para esse festa besta.

Anônimo disse...

Acho que o carnaval faz e sempre fez parte da cultura brasileira. Não o vejo como algo negativo. Acho que "festa besta" e "institucionalização da falta-de-vergonha" são características um tanto qunato pejorativas. O carnaval é uma marca brasileira, assim como o futebol. Não tem como arrancá-lo dos nossos costumes. É melhor aderir a ele, ou ao menos não criticar. A gente devia enaltecer o que é nosso. O estrangeiro tem sim uitas vantagens, mas nunca será a nossa casa.

Anônimo disse...

Costume é costume.